Nossa Senhora desatadora dos Nós

Conheça a história de Nossa Senhora Desatadora dos Nós

Dia 15 de Agora, o dia de comemorarmos a Nossa Senhora Desatadora dos Nós. Este nome foi dedicado como um, dos muitos, nomes destinados a Virgem Maria, mãe de Jesus. O nome se originou no ano de 1700, na Alemanha.

Na cidade de Augsburg, o pároco de St. Peter havia encomendado um belíssimo quadro (do pintor Johann Schmittdner), em honra a Nossa Senhora. O pintor, sendo cristão, foi procurar inspirações bíblicas e cristãs que o ajudassem a pintar este quadro com excelência. Achando um texto de Santo Irineu, Bispo de Lyon, Johann encontrou um trecho muito bonito e peculiar que dizia as seguintes palavras:

“Eva atou o nó da desgraça para o gênero humano, Maria por sua obediência o desatou. “

Deste modo, o Pintor fez seu trabalho de modo que Santa maria tivesse uma fita, em sua pintura, ao seu lado (sem nós). Essa fita, passa pelas mãos e um anjo, o que dá um significado que Maria, está desatando os nós feitos pelo pecado e Eva, tornando-a a libertadora e misericordiosa.

O quadro de Nossa Senhora Desatadora dos Nós

Ainda hoje, aos cuidados de jesuítas, é possível encontrar o quadro na capela de Augsburg. Lá, inúmeras pessoas vão rezar e pedir que Maria os libertem de seus pecados. Todos pedindo para que ela desfaça os nós causados pelos problemas diários que prendem a vida desses fiéis.

Conheça a oração destinada à Senhora Desatadora dos Nós

“Virgem Maria, Mãe do belo amor, Mãe que jamais deixa de vir em socorro a um filho aflito. Mãe cujas mãos não param nunca de servir seus amados filhos, pois são movidas pelo amor divino e a imensa misericórdia que existem em teu coração, volta o teu olhar compassivo sobre mim e vê o emaranhado de nós que há em minha vida. Tu bem conheces o meu desespero, a minha dor e o quanto estou amarrado por causa destes nós.  Maria, Mãe que Deus encarregou de desatar os nós da vida dos seus filhos, confio hoje a fita da minha vida em tuas mãos.  Ninguém, nem mesmo o maligno poderá tirá-la do teu precioso amparo. 

Em tuas mãos não há nó que não poderá ser desfeito.  Mãe poderosa, por tua graça e teu poder intercessor junto a Teu Filho e Meu Libertador, Jesus, recebe hoje em tuas mãos este nó….

Peço-te que o desates para a glória de Deus, e por todo o sempre.  Vós sois a minha esperança.  Ó Senhora minha, sois a minha única consolação dada por Deus, a fortaleza das minhas débeis forças, a riqueza das minhas misérias, a liberdade, com Cristo, das minhas cadeias.  Ouve minha súplica.  Guarda-me, guia-me, protege-me, ó seguro refúgio! Maria, Desatadora dos Nós, roga por mim. “