Nossa Senhora de Fátima – Quando surgiu? Quem foi Nossa Senhora de Fátima? Como é a oração?

 

Nossa Senhora de Fátima surgiu em uma cidade localizada em Portugal, chamada Fátima. Uma menina de 10 anos chamada Lucia de Jesus Santos, juntamente com duas crianças: Jacinta Martos (7 anos) e Francisco Matos (9 anos), tiveram uma visita da Nossa Senhora através de uma visão.

As aparições de Nossa Senhora às crianças aconteceram sete vezes, todas em dias 13 de cada mês e no ano de 1917. Nossa Senhora de Fátima aparecia de forma diferente à cada criança: Jacinta via e ouvia, mas não interagia com Nossa Senhora, já Lucia via e conversava com ela, Francisco só a via e não escutava diálogo algum.

Muitas pessoas desprezavam os relatos das três crianças e os acusavam de mentira. Até mesmo o poder público os perseguiu! As crianças chegaram a ser presas, mas se mantiveram convictas no que haviam visto.

As três crianças que tiveram as visões com Nossa Senhora de Fátima, a descreveu como algo divino. Em seu rosto havia uma expressão serena, mas com uma sombra de tristeza. Seu vestido era alvo, seu manto de ouro e cobria seu corpo e rosto. Nas mãos de Nossa Senhora de Fátima há um terço de ouro puro, com um terço com várias pérolas. Sua beleza é incomparável com qualquer outra!

Nossa Senhora de Fátima operou milagres, provou sua divindade através deles, trouxe paz à vida das crianças conhecidas como “os três pastorinhos” e encheu os corações de muitas pessoas de fé.

A Santa também é conhecida como Nossa Senhora do Rosário de Fátima. Sua túnica branca mostra santidade, pureza, e seu significado movimenta milhares de seguidores da fé.

A oração de Nossa Senhora de Fátima:

“Santíssima Virgem, que nos montes de Fátima vos dignastes revelar a três humildes pastorinhos os tesouros de graça contidos na prática de vosso Rosário, incuti profundamente em nossa alma o apreço em que devemos ter com essa devoção, para Vós tão querida, a fim de que, meditando os mistérios da Vossa Redenção que nela se comemora, nos aproveitemos de vossos preciosos frutos e alcancemos a graça, que vos pedimos nesta oração,  se for para maior glória de Deus, honra vossa e proveito de nossas almas.”

Amém!